shadow

Lesões cardíacas observadas em muitos hospitalizados com COVID

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

[ad_1]

Por Robert Preidt

HealthDay Reporter

SEXTA-FEIRA, 19 de fevereiro de 2021 (HealthDay News) – Danos cardíacos foram encontrados em mais da metade de um grupo de pacientes com COVID-19 hospitalizados após eles terem alta, de acordo com um novo estudo britânico.

O estudo incluiu 148 pacientes que foram tratados para COVID-19 grave em seis hospitais em Londres. Todos os pacientes apresentaram níveis elevados de uma proteína chamada troponina, que é liberada no sangue quando o músculo cardíaco é lesado.

Muitos pacientes hospitalizados com COVID-19 apresentam níveis elevados de troponina quando estão gravemente doentes e o corpo desenvolve uma resposta imunológica exagerada à infecção, observaram os pesquisadores.

A ressonância magnética do coração dos pacientes foi realizada pelo menos um mês após a alta. As varreduras mostraram que 54% tinham danos ao coração.

Os danos incluíram inflamação do músculo cardíaco, cicatrizes ou morte do tecido cardíaco e restrição do suprimento de sangue ao coração. Alguns pacientes tiveram combinações de todos os três tipos de dano, mostraram os resultados.

O relatório foi publicado em 18 de fevereiro no European Heart Journal.

“Níveis elevados de troponina estão associados a resultados piores em pacientes com COVID-19. Pacientes com doença COVID-19 grave geralmente têm problemas de saúde pré-existentes relacionados ao coração, incluindo diabetes, pressão arterial elevada e obesidade”, disse a co-autora do estudo, Marianna Fontana. Ela é professora de cardiologia na University College London.

“Durante a infecção grave por COVID-19, no entanto, o coração também pode ser diretamente afetado. É difícil descobrir como o coração pode ser danificado, mas as ressonâncias magnéticas do coração podem identificar diferentes padrões de lesão, o que pode nos permitir fazer diagnósticos mais precisos e direcionar os tratamentos de forma mais eficaz “, disse Fontana em um comunicado à imprensa.

Leia Também  As lutas de um ditador fraco na comunicação

Cerca de um terço dos pacientes usava ventilador na unidade de terapia intensiva.

Alguns dos danos cardíacos nos pacientes podem estar presentes antes de eles contraírem COVID-19. Mas os exames de ressonância magnética mostraram que alguns eram novos e provavelmente causados ​​pelo COVID-19, de acordo com Fontana.

“É importante ressaltar que o padrão de dano ao coração foi variável, sugerindo que o coração está em risco de diferentes tipos de lesão. Embora tenhamos detectado apenas uma pequena quantidade de lesão em curso, vimos lesões no coração que estavam presentes mesmo quando o coração a função de bombeamento não foi prejudicada e pode não ter sido captada por outras técnicas “, disse Fontana.

Contínuo

Nos casos mais graves, ela acrescentou, existem preocupações de que essa lesão possa aumentar os riscos de insuficiência cardíaca no futuro, mas é necessária mais investigação.

Fontana disse que os resultados do estudo oferecem duas oportunidades. Uma é encontrar maneiras de prevenir a lesão em primeiro lugar. “De alguns dos padrões que vimos, a coagulação do sangue pode estar desempenhando um papel, para o qual temos tratamentos potenciais”, observou ela.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

“Em segundo lugar, detectar as consequências de lesões durante a convalescença pode identificar indivíduos que se beneficiariam de tratamentos com medicamentos de apoio específicos para proteger a função cardíaca ao longo do tempo”, disse Fontana.

Mais Informações

A American Heart Association tem mais informações sobre o COVID-19.

FONTE: European Heart Journal, comunicado à imprensa, 18 de fevereiro de 2021

Notícias WebMD de HealthDay


Copyright © 2013-2020 HealthDay. Todos os direitos reservados.



[ad_2]

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *